Programa de aquisição de alimentos (PAA) está interrompido em Rondônia

Interrupção longa do PAA em Rondônia é preocupante. 
O deputado Anselmo de Jesus (PT) protestou novamente contra o longo período de paralisação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que atinge 580 famílias e beneficia mais de 70 mil pessoas. Na tribuna da Câmara o parlamentar comentou o papel dessa política governamental na erradicação da fome e combate à pobreza, mas que atualmente está em fase de desaceleração no estado devido à decisão do Ministério da Agricultura de suspender a compra de produtos do agricultor familiar, dando prioridade às agroindústrias legalizadas.
Para Anselmo o PAA é um dos mais importantes programas criado pelo governo petista, “são iniciativas que interagem diretamente com os agricultores familiares e estabelecem garantia de permanência do homem no campo”, reconheceu.
Ele questionou a interrupção do programa motivada por uma situação que aconteceu na Bahia, ele citou como exemplo problema similar, ocorrido anteriormente, na produção de leite em Minas Gerais e Rio Grande do Sul resolvido sem interromper a produção em outros estados do país.
Anselmo de Jesus defendeu, novamente, um tempo maior para adequação e pediu investimentos do governo federal que permita o agricultor se ajuste à nova realidade exigida pela legislação. “Precisamos buscar saídas de curto e médio prazo com garantias de qualidade de vida aos agricultores, alimentação saudável para escolas e entidades consumidoras dos produtos da agricultura familiar”, finalizou.
Assessoria 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA PÚBLICA - HOMENAGEM RIDICULARIZA RONDÔNIA E ESTIMULA A CRUELDADE CONTRA AS MINORIAS.

Santo Antônio do Matupi, no Km 180 da transamazônica.

CARTA ABERTA DA CPT-RO JUNTO AS ORGANIZAÇÕES E MOVIMENTOS SOCIAIS DO CAMPO, DA CIDADE, DAS ÁGUAS E DA FLORESTA