quinta-feira, 5 de março de 2015

INCRA anuncia financiamentos para assentados


Porto Velho, 04 de março de 2015.
BASA quer triplicar crédito para assentados de Rondônia
A superintendência do Basa em Rondônia está recebendo propostas dos agricultores familiares do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA),enquadrados nos Grupos "A" e “AC” do Pronaf, para créditos de investimento de até R$ 25 mil que se destinem a financiar atividades agropecuárias ou não-agropecuárias autorizadas no assentamento.
O superintendente regional do Basa, Edmar Souza Bernaldino, afirmou que todas as agências do banco estão prontas para receber as propostas, e a meta é triplicar o investimento de 2014, que foi de R$ 7,9 milhões, em 392 contratos, a maioria deles nas agências de Porto Velho, Ariquemes e Vilhena. O Basa possui onze agências no interior de Rondônia.
Os projetos são elaborados pela equipe de assistência técnica do Incra/RO (Ater) e podem se destinar a implantação, ampliação ou modernização da estrutura de produção, beneficiamento, industrialização e de serviços, no estabelecimento rural ou em áreas comunitárias rurais próximas, levando em consideração o Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) e o limite de endividamento da família. A assistência técnica é prestada atualmente em 135 projetos de assentamento de Rondônia.
O Incra participa do Pronaf também no processo de emissão de Declaração de Aptidão ao Pronaf- DAP,documento que credencia o acesso ao crédito.
“Segurança alimentar, autonomia produtiva e geração de renda para as famílias assentadas pelo Incra são os objetivos que o governo federal busca com a política agrícola para a reforma agrária”, explicou o superintendente regional do órgão, Luís Flávio Carvalho Ribeiro.
São várias as modalidades de crédito para a família assentada, disponibilizadas de acordo com a etapa do desenvolvimento de seu lote, desde a fase inicial, com o Crédito Instalação, até a fase produtiva, com as modalidades do Pronaf. Para o superintendente, é dessa forma que o Incra procura também inserir o assentado em um processo educativo e gradual de acesso ao crédito bancário.
Fonte: INCRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.