quinta-feira, 17 de abril de 2014

MAB ocupa canteiro da usina de Santo Antonio em Rondônia



Após realizar a Assembléia Popular dos Atingidos pelas Barragens e Enchente do Rio Madeira, cerca de 1.000 atingidos e desabrigados do baixo, médio e alto Madeira ocupam canteiro de obras da UHE de Santo Antônio e reivindicam reunião com a diretoria do consórcio construtor.


Os manifestantes exigem que a Santo Antônio e Jirau assumam a responsabilidade e garantam:

1) Indenização pela perda da produção, dos equipamentos domésticos, moradias, móveis e outros pertences;

2) Construção e remanejamento das obras públicas e comunitárias afetadas pelas águas em lugares seguros;

3) Verba de manutenção para todas as famílias atingidas de R$1000,00 por pelo menos 1 ano, até as famílias se restabelecerem;

4) Cesta de alimento mensal para todas as famílias atingidas;

5) Condições dignas de alojamentos durante o período desalojado;

6) Remanejamento em terra firme dos atingidos e comunidades afetadas, com: lotes adequados, casa de alvenaria, água tratada e encanada, energia, pontes e estradas;

7) Infraestruturas coletivas nestes locais: escolas, creche integral, posto de saúde, centro comunitário e área de lazer;

8) Remanejamento de todas as famílias atingidas pelos reservatórios das barragens de Jirau e Santo Antônio;

9) Viabilização de um Programa de Desenvolvimento com total participação da população atingida, de recuperação e desenvolvimento com aporte de dinheiro em boas condições, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Fonte: MAB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.