quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Adiado despejo da Linha Rio Azul, em Canutama.


O posseiros já sofreram um despejado em abril de 2011

Os agricultores da Linha Azul, celebraram o resultado da Audiência Pública convocada pelo Ouvidor Nacional Agrário Dr. Gercino Filho, em Manaus, esta semana. Na audiência compareceram representantes dos posseiros, e nela conseguiram adiar o despejo das famílias duma área de Terra Pública do município de Canutama, Amazonas, porém situada apenas a 40 km. de Porto Velho, na margem da BR 419 em direção a Humaitá. Os posseiros tem o apóio da CPT de Lábrea, de Porto Velho e de Manaus. A apresentação de documentação confirmando tratar-se de área de terra pública por parte da Coordenadora da CPT do Amazonas, Auriédia, e o intervenção da superintendência do INCRA foram decisivas para adiar o cumprimento da sentência de despejo emitido pela justiça de Humaitá. Os posseiros afirmam que uma fazendeira vizinha removeu os marcos para conseguir a liminar de despejo. Já existem denuncias na corregidoria e um processo contra uma intervenção policial em abril deste ano. Também diversas ameaças de morte foram denunciadas neste blog e registradas na CPT por representantes da Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.