quinta-feira, 26 de março de 2015

Jaru: trabalhadoras rurais realizam Marcha das Margaridas Municipal


Mulheres trabalhadoras rurais do município de Jaru estiveram em marcha, nesta quarta-feira (25) pelas ruas do município. Sob coordenação do STTR de Jaru, por meio da secretaria de mulheres, elas realizaram a Marcha das Margaridas Municipal.
A marcha municipal, além de cumprir o propósito de reivindicação, proposição, diálogo e negociação política com o governo, foi alusiva ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8 de março, reforçando que a data, historicamente, é um dia de luta por visibilidade, reconhecimento social e político e cidadania plena; da mesma forma que se propõe a Marcha das Margaridas.
As participantes e os participantes do ato concentraram-se na praça municipal e seguiram pela avenida Padre Adolpho Rohl até a sede da prefeitura expondo faixas e cartazes que sintetizavam suas reivindicações e proposições por desenvolvimento sustentável com democracia, justiça, autonomia, igualdade e liberdade. Em diversos pontos do percurso, foram realizados momentos de falas, que esclareciam à toda população jaruense seus motivos e objetivos com aquela ação e revelando a capacidade de mobilização e organização das mulheres do campo. A secretária de mulheres da FETAGRO, Izabel de Oliveira, e a secretária de política agrícola, Elessandra Dutra, participaram ativamente da ação considerada por elas como de fortalecimento da luta pela vida com dignidade e por uma sociedade igualitária que respeite mais as mulheres e reconheça sua importância e força.
Já no início da tarde, a comissão de negociação da Marcha foi recebida pelo chefe de gabinete da prefeita Sônia Cordeiro (PT), Carlos Henrique, e secretários de todas as secretarias municipais. A prefeita foi representada por estar cumprindo agenda na capital federal, Brasília. Mas a pauta de reivindicações e proposições havia sido entregue no último dia 6 à Administração Municipal.
A pauta, de acordo com a diretoria do STTR de Jaru, foi construída em conjunto com a base rural em diversas reuniões norteadas por levantamento de demandas, análises, avaliações e diagnóstico de realidades. Contudo, apresenta propostas em áreas como agricultura, saúde, educação, meio ambiente, infraestrutura, assistência social e esporte.
Destaque para reivindicações como: acompanhamento técnico para agricultores cadastrados no PAA e Pnae; acompanhamento às agroindústrias no município; adequação á lei municipal que rege o Serviço de Inspeção Municipal (SIM); criação de mecanismo de atendimento específico à saúde na área rural; implantação de serviço de reciclagem de lixo articulando ações no campo e na cidade; criação de programa para recuperação de igarapés de rios urbanos e rurais, visando melhor qualidade da água; recuperação de linhas e travessões; recuperação de pontes e galerias; entre outras.
Segundo a coordenação da comissão, esta rodada de negociação foi avaliada como positiva com alguns resultados concretos e importantes encaminhamentos, que asseguram novas rodadas de diálogo para efetivo atendimento às reivindicações e proposições das (os) trabalhadoras (es) rurais.

Fonte: Fetagro
*foto: Jean Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.