terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Assassinado morador do Acampamento Che Guevara, em Alto Alegre dos Parecis, Rondônia


Suposto autor da morte de Lucio Gonçalves dos Santos. foto rondonianews
O agricultor Lucio Gonçalves dos Santos, 33 anos, foi morto por um suposto comprador de terras, no Acampamento Ché Guevara, em Alto Alegre dos Parecis, RO. Ele estava desaparecido desde o dia 18 de dezembro de 2014.  Segundo informações, Lucio havia vendido o sitio em que morava no mesmo dia 18, data que desapareceu sem deixar vestígios.

Segundo informação do site do Radio Alto Alegre, com a falta de noticias, familiares registraram ocorrência de desaparecimento do agricultor. O delegado de Policia Civil de Santa Luzia iniciou diligencias o dia 05 de janeiro de 2015, acreditando que o agricultor Lucio havia sido assassinado, após suspeitar da atitude do suposto comprador da propriedade rural em Alto Alegre.
  
A Policia Civil de Santa Luzia Juntamente com a PM de Alto Alegre dos Parecis, iniciaram uma busca no sitio que pertencia a Lucio Gonçalves dos Santos, na linha P-34 Km 10, em Alto Alegre dos Parecis, dentro do Acampamento Ché Guevara, e encontraram o corpo da vítima enterrado no local. 

O suposto homicida teria forjado a compra do sitio que pertencia a vitima, fez contrato, reconheceu firma e pediu a vitima para mostrar o sitio, de 7 Hectares. O suspeito queria ver as madeiras e a pastagem da propriedade, quando se aproximaram da mata Lucio teria sido atingido morto por um tiro de espigada pelo suposto comprador da propriedade e enterrado num buraco de cabeça para baixo. Após o crime o suspeito teria desfeito dos pertences da vítima enterrando no quintal de casa e tentado forjar a saída da vítima, para dar entender que Lucio havia viajado sem se despedir dos vizinhos. A vítima tinha uma motocicleta e o suspeito apossou do objeto da vitima dizendo que havia pago pelo objeto uma quantia de R$ 1.000,00 reais. Uma espingarda de cal. 36 foi localizada e apreendida, identificada como sendo a possível arma usada para cometer o homicídio. 

Ediney de Jesus, 33 anos morador do município de Tarilândia foi preso suspeito de homicídio e ocultação de cadáver, posteriormente encaminhado ao presidio onde permanece à disposição da justiça.
A Acampamento Ché Guevara, do MST (Movimento Sem Terra) após mais de dezesseis anos de ocupação alcançou faz anos acordo para criação de assentamento, que até agora não foi implementado pelo INCRA.

fonte: rondoniaews/radioaltoalegrefm/cptro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.