terça-feira, 30 de setembro de 2014

São Felipe do Oeste realizou a 28ª Romaria da Bíblia


Em São Felipe do Oeste  (Rondônia) Romaria da Bíblia neste Domingo, contar e recontar a história para que o povo saiba de onde veio! Uma bonita história de resistência na luta pela terra, e de um povo que acredita no Deus que caminha ao lado do povo em luta! Intercaladas com as atividades culturais, as falas sobre a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida; Campanha da CPT, De Olho Aberto Para Não Virar escravo; e o Projeto Pe Ezequiel Falando sobre a Produção Agroecológica. (Claudio Sandos)

Romaria da Bíblia 2014
O município de São Felipe do Oeste foi palco, neste domingo, 28, do grande evento realizado pela Paróquia de Pimenta Bueno, Nossa Senhora de Fátima. A 22ª Romaria da Bíblia recebeu aproximadamente cinco mil romeiros de diversos municípios do Estado que estiveram celebrando a vida, relembrando a historia de sofrimento, lutas, conflitos, mas acima de tudo a esperança e a resistência do povo ordeiro que povoou a vila de São Felipe do Oeste.
A programação deste ano, diferente dos outros, foi alterada pelo atual pároco Frei Airton dos Santos. O sacerdote, em sua primeira Romaria, resgatou o valor verdadeiro do surgimento da Romaria em São Felipe, tradição dos devotos marianos e membros efetivos da comunidade católica. A carreata saiu de São Felipe até a água santa. De lá, foi percorrido 06 km até a comunidade de São João. Romeiros seguiam a pé, rezando, cantando e contemplando as 15 estações da via-sacra de Jesus.

Antes do almoço, a celebração eucarística comoveu os fiéis que participaram da Romaria. Em seguida, jovens da Comunidade São Francisco de Assis realizaram o momento cultural, resgatando a participação da juventude nos eventos tradicionais da igreja católica. No encerramento, Frei Airton realizou o momento de adoração com a exposição do Santíssimo, dando a benção final e enviando todos os romeiros de volta para casa. "Um grande encontro de fé e adoração, celebração da vida e resgate do valor da palavra de Deus no último domingo de setembro foi realizado por este povo abençoado. Não deixe de participar no próximo ano" enfatizou Frei Airton. 

Histórico da Primeira Romaria
A primeira Romaria realizou-se nas margens do Córrego da Água Santa em São Felipe do Oeste no ano de 1986. Muitas famílias, vindas de várias partes do Brasil, tinham esperança de encontrar um pedaço de terra para obter o sustento familiar. Havia um grupo de grileiros que ocupavam 36 mil hectares de terra. Em 1977 houve o primeiro despejo nas proximidades das linhas 41, 37 e 33. Muitos foram espancados, outros saíram amarrados pelos jagunços sob forte ameaça.
Em 1979, outra ocupação foi originada nas proximidades da Capa Zero e na Linha 208. Novamente outro despejo aconteceu. Neste contexto, muitos agricultores abandonaram suas propriedades, dando origem a cidade de Alta Floresta. Pimenta Bueno ajudou os agricultores a criar sindicato para fortalecer as primeiras associações em São Felipe.
No dia 11 de novembro de 1980, Pe. João Zanotto junto com as irmãs, foi à comunidade de São João para celebrar missa, seguindo roteiro de visitas. Zanotto achou estranho encontrar apenas mulheres e crianças na celebração. Em seguida, descobriu que os homens estavam na ocupação passando muito sofrimento. Diante dos fatos, padre João Zanotto resolveu realizar a missa junto aos posseiros. Ao longo da caminhada, foram colocando cruzes para simbolizar o sofrimento e a luta daqueles que estava dentro da ocupação. As cruzes, usadas para rezar a via sacra, foi interpretada pelo regime da época como demarcação de terras. Isto resultou no processo que enquadrou Pe. João Zanotto na Lei de Segurança Nacional.
Crianças, mulheres e homens ao fim da caminhada sentiam muita sede. Chegando a Linha Marco 08, onde foram queimados os primeiros barracos, nas proximidades da Água Santa, Pe. Zanotto celebrou a 1ª Eucaristia de 11 crianças catequizadas por José Manuel que fora embora, logo depois para Alta
Floresta, por não conseguir um pedaço de terra. Outro fato importante se dá ao nome Água Santa.
Os pistoleiros encima do caminhão passariam por cima de todos que tivessem no local. O caminhão atolou. Em seguida buscaram o trator, este por sua vez, também, ficou atolado. Assim, com os veículos imobilizados, o povo pode realizar a celebração com tranqüilidade. Tudo isso aconteceu na estrada onde passava carros perfeitamente. Desde então, atribuíram ao episódio e ao local, a proteção divina, a proteção de Deus. 
Na semana seguinte, Pe. Zanotto foi celebrar missa noutra comunidade. Dali ficou sabendo de um tiroteio entre jagunços e 45 agricultores que estavam acampados ao lado da Água Santa. Deste conflito, duas pessoas saíram feridas. Os senhores Daniel Venturim e Nerci Rosa e a senhora conhecida como Jovelina socorreram os feridos e lavaram as roupas manchadas de sangue. Assim, a primeira Romaria Oficial realizou-se no ano de 1986, nas margens do córrego da água santa, na cidade de São Felipe do Oeste.






Ver mais fotos em https://www.facebook.com/romariadabiblia



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.