sábado, 20 de setembro de 2014

Assentados recebem cartão do assentado


Incra libera créditos para as famílias assentadas nos projetos da reforma agrária (PAs) de Rondônia. Foram contemplados PA’s nos municípios de Vilhena (PA Águas Claras), Corumbiara (PA Renato Natan), Alto Paraíso (PA’s Belo Horizonte, Machadinho do Oeste e Entre Rios) Cujubim (PA Dois de Julho), Ariquemes (PA Cristo Rey), Costa Marques (PA’s Rio Azul, II e III, Macaco Preto) e reservas extrativistas Jaci-Paraná, em Porto Velho, Pacaas Novas, em Guajará-Mirim, e Aquariquara, Maracatiara, Rio Preto Jacundá e Castanheira, em Machadinho do Oeste.

Reunião no PA Águas Claras com Afonso das Chagas,
assessor jurídico da cpt ro. foto adilson
Incra entrega Cartão do Assentado
Segundo o INCRA, as famílias assentadas no projeto de assentamento (PA) Belo Horizonte, em Machadinho d’Oeste(RO), estão recebendo o Cartão do Assentado pela superintendência do Incra em Rondônia, desde terça-feira (16). Com o cartão, o beneficiário acessa o novo Crédito Instalação da reforma agrária.
O superintendente do órgão, Luís Flávio Carvalho Ribeiro, e o gerente do Banco do Brasil da agência de Machadinho d’Oeste, Edjalma Petronilo Gama, reuniram os moradores do assentamento para fazer uma entrega simbólica do cartão e explicar seu funcionamento. Para retirar o cartão no banco, que terá a função "débito", o beneficiário deverá apresentar o contrato firmado com o Incra e cadastrar sua senha.
Inicialmente o cartão será utilizado no novo Crédito Instalação liberado recentemente para as famílias assentadas nos projetos da reforma agrária (PA’s) de Rondônia, na modalidade Apoio Inicial I, abrangendo 894 operações, no valor total de R$ 2,1 milhões.

Ciclos
O novo financiamento da reforma agrária é dividido em três ciclos. O Ciclo 1 abrange o Apoio Inicial I (R$ 2,4 mil por família), para instalação na terra e compra de itens de primeira necessidade; o Apoio Inicial II (R$ 2,8 mil), destinado à aquisição de bens duráveis de uso doméstico e equipamentos produtivos; Fomento (até R$ 6,4 mil) e Fomento Mulher (R$ 3 mil), para implantar projetos produtivos que garantam segurança alimentar e nutricional. O repasse é feito via operação bancária e acessado por meio do Cartão do Assentado.

O Ciclo 2 é voltado para o desenvolvimento de projeto produtivo econômico que garanta renda à família assentada. Cada família poderá contratar até três operações, no valor de R$ 4 mil cada, com bônus de adimplência de 50%. As etapas de desembolso do Ciclo 2 buscam proporcionar uma cultura de educação financeira aos assentados, familiaridade com as operações de crédito rural e administração de uma atividade produtiva. Para isso, há ainda a assistência técnica contratada pelo Incra (Ater), que apoiará a gestão do empreendimento, a inserção do agricultor no mercado local e a utilização de todo o potencial da área que está sob o seu domínio.

O assentamento
O PA Belo Horizonte foi criado em 2012 e é proveniente do imóvel rural denominado Cabeceiras e Belo Horizonte, obtido pelo Incra através de ação de desapropriação por interesse social. Possui uma área de 18.062 hectares, distante 42 km da sede do município de Machadinho d’Oeste. Tem capacidade para o assentamento de 422 famílias de trabalhadores rurais que devem preencher os requisitos legais. Atualmente a assistência técnica do Incra está desenvolvendo no local um trabalho voltado para a conscientização sobre a questão ambiental, buscando alternativas conjuntas para o PA e apoiando as famílias assentadas com a elaboração do Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA).

Fonte: Incra e Diário da Amazônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.