quinta-feira, 8 de maio de 2014

Mensagem de gratidão do bispo de Guajará Mirim

Alagação em Guajará Mirim Abril 2014, foto rondonianews
Guajará-Mirim, 05 de maio de 2014.
Mensagem de Gratidão
Caríssimos/as irmãos/ãs, o inverno, neste primeiro semestre do ano de 2014, resultou na maior enchente dos últimos 100 anos, em especial na região de Guajará – Mirim e adjacências. 
Muitas famílias, ribeirinhos, indígenas, quilombolas, comunidades urbanas e rurais, foram atingidas, perdendo suas casas, plantações e investimentos.
Este momento requer uma perspicaz compreensão critica: primeiro, porque as enchentes em algumas regiões é consequência dos fenômenos naturais, considerando que a terra é um planeta que se modifica continuamente. Segundo, porque em outras áreas, as enchentes são consequências da falta de cuidado e respeito para com a natureza, como foi lembrado por ocasião da Assembleia dos bispos do Brasil: “ninguém, em sã consciência, vai poder negar que as tragédias que se abateram contra os povos indígenas e a população de Rondônia, decorrentes de enchentes nunca antes vistas naquela região, foram alimentadas com o barramento do Rio Madeira para a implantação das Usinas Hidroelétricas de Santo Antônio e Jirau” (cf. situação indígena – 52ª Assembleia da CNBB/2014).
Diante do drama e da complexidade das enchentes, as famílias afetadas e todos nós, testemunhamos a “autentica conversão de renovada comunhão de solidariedade” (Cf. Ap. 24,8).
Muitas pessoas, instituições, congregações, pastorais, grupos, movimentos, etc. se sensibilizaram com esta situação e não mediram esforços para estender as mãos, acolher, estar presente, servir e colaborar de todas as formas com os mais afetados.
Agradecemos todas essas pessoas de boa vontade, pelas iniciativas, e as colaborações arrecadadas e enviadas para a nossa Diocese de Guajará Mirim, pois “iluminados pelo Cristo, o sofrimento, a injustiça e a cruz nos desafiam a viver como Igreja Samaritana” (Ap 26).
Por intercessão de Nossa Senhora do Seringueiro, Deus vos cumule de bênçãos e graças.
Dom Benedito Araújo
Bispo Diocesano de Guajará-Mirim

Bispo acompanhante da CPT Rondônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.