quinta-feira, 3 de abril de 2014

PM de Ariquemes continua prendendo apenas camponeses.

Mais um agricultor preso em Ariquemes Foto: Ascom - 7º BPM
Camponeses de Rondônia são vítimas da repressão.
Mais uma vez, fica comprovando que apenas pequenos agricultores são vítimas das medidas de patrulhamento rural, adotadas em Rondônia desde o ano passado a pedido e com ajuda financeira da Ouvidoria Agrária Nacional., revertendo em repressão e criminalização judicial e policial dos camponeses que demandam terra e reforma agrária.  
Na época o Ouvidor Agrário Nacional teria declarado que ilegalidades na área rural iam acabar ilegalidade em áreas rurais vai acabar “doa a quem doer”
Um ano depois apenas pequenos agricultores tem sido presos em Rondônia.

Mais um camponês preso em Ariquemes.
Vítima desta política mais um pequeno agricultor da região de Ariquemes foi preso pelo crime de roçar mato arredor de seu barraco e criar três porcos num chiqueiro. O "crime" de tentar sobreviver num pedaço de terra teria acontecido na Linha C-25, Lote A-O8 do município de Monte Negro.   
A informação, publicada por rondonoticias, tem como fonte a assessoria de comunicação do  7º BPM de Ariquemes, Rondônia, comandada pelo Tenente Coronel Enedy. Foi preso o agricultor Augusto Martins Rodrigues, que enquadrado  "pelo crime de desobediência a Ordem Judicial de Interdito Proibitório, proferida no processo nº 0012182-72.2013.8.22.0002 da 1ª Vara Cível de Ariquemes". Outro crime cometido pelo agricultor foi estar em possessão de uma motosserra, marca Husqvarna, modelo 281-XP, cor laranja, que foi apreendida. 

A prisão teria sido realizada por uma Guarnição do Grupo de Operações Especiais (GOE/7º BPM), juntamente com uma equipe da Base Móvel do 7º BPM, durante patrulhamento na área rural de Monte Negro. No local, os Policiais Militares encontraram um barraco e um chiqueiro com três porcos. Também lideranças dos acampamentos de sem terra da região são acusados nas informações da PM de Ariquemes de venda das terras ocupadas na região.

Mais dois teriam sido presos em Cacaulândia em março. 
Luciano Rosa de Souza, 27 anos e Pedro Carlos Bonfim, 48 anos, teriam sido presos por outra patrulha rural da PM acusados de posse de armas,  segundo a informação da PM, em "Acampamento Fazenda Nova Vida, localizado na RO 140, sentido município de Cacaulândia". (fonte: alertanoticias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.