terça-feira, 11 de março de 2014

Diocese de Guajará Mirim lança campanha de solidariedade

Foto: Manifestação em Guajará. Foto maisro

NOTA DE SOLIDARIEDADE 

Caríssimos (as) Irmãos (as),

“Todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram” (Mt. 25,40b).

O Estado de Rondônia, desde o final de janeiro está sofrendo com as fortes chuvas, enchentes e inundações. A BR 425 e a 364 que liga Porto Velho ao Acre e a Guajará-Mirim, estão interditadas e sem previsão de liberação.

É cada vez mais difícil o escoamento da produção e a chegada de mercadoria, principalmente de gêneros alimentícios, combustível, água potável e outros. Esse drama tende prolongar-se, e tem causado aumentos absurdos e até desesperador.

Mesmo com as informações desencontradas, é notório que a rede hidrográfica de Rondônia sofre com as fortes chuvas e enchentes, porém o próprio Ministério Público Estadual, já denunciou que o represamento realizado pelas usinas de Santo Antônio e Jirau causaram esses grandes alagamentos. 

Na Região Pastoral Sede da Diocese de Guajará-Mirim, o distrito do Araras, povoados do Ribeirão e Vila Murtinho – município de Nova Mamoré – estão “submersos”. No bairro Triângulo, em Guajará-Mirim a água avança de forma rápida; no geral, algumas famílias ainda resistem em abandonar suas casas, outras foram acolhidas por parentes e amigos; a maioria está alojada nos salões paroquiais, nas escolas Estaduais e Municipais.

Enquanto Diocese de Guajará-Mirim, queremos nos solidarizar com o clamor de tantos, diante deste cenário que inquieta todos nós. E conclamamos a todos, para unir forças e ser solidários para com este nossos irmãos e irmãs.

Várias iniciativas têm sido assumidas pelas nossas paróquias, pessoas de boa vontade e a sociedade em geral. E queremos sensibilizar ainda mais para que este gesto seja de plena doação, como nos ensina o próprio Mestre: “Eu não vim para ser servido, mas para servir” (Mt. 20.28).

Para facilitar a sua solidariedade para com os desabrigados das enchentes e pós-enchentes, disponibilizamos a seguinte conta:

Obras Sociais e Assistenciais de Guajará-Mirim
CNPJ: 05.883.624/0001-18
Banco do Brasil
Ag. 0390-5 C/Corrente: 6947-7

Irmãos e irmãs, “iluminados pelo Cristo, o sofrimento, a injustiça e a cruz nos desafiam a viver como Igreja samaritana” (Lc 10, 25-34). 
Ciente de poder contar com sua solidariedade, rogamos as bênçãos de Nossa Senhora do Seringueiro, nossa padroeira. 

Dom Benedito Araújo
Bispo da Diocese de Guajará-Mirim

Guajará – Mirim, 11 de Março de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.