quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Interditada pela Defesa Civil Igreja construída pela Usina de Jirau

Igreja de Nossa Senhora de Nazaré em Nova Mutum Paraná, interditada pela defesa civil após ser
construída pela Usina de Jirau. foto  Comdec
A nova Igreja de Nossa Senhora de Nazaré na cidade construída para os operários e atingidos pela usina de Jirau teve que ser interditada pela Defesa Civil de Porto Velho aproximadamente depois de dois anos e meio após a construção da mesma, construída pela Usina de Jirau após derrubar a original de Mutum Paraná em 2010. A construção da mesma tem garantia de cinco anos. A paróquia responsável pela mesma teria acionado o Ministério Público após negativa das ESBR-Energia (in)Sustentável do Brasil, responsáveis a resolver problemas na estrutura de mesma. A empresa terceirizada que realizou a construção de Nova Mutum foi a Construtora BS Ltda. em Nova Mutum, que após falir, abandonou os seus operários, constando na Lista Suja do Trabalho Escravo.

Empresa responsável pela construção de Nova Mutum
faliu e abandonou suas responsabilidades. foto cpt ro 
Segundo informação publicada em 20/01/14 por Renata Beccária no site Tudorondonia a Prefeitura de Porto Velho, por meio da Defesa Civil Municipal, interditou a Igreja Nossa Senhora de Nazaré, em Nova Mutum Paraná. O alerta do estado em que se encontrava da edificação da igreja foi comunicado pelo Ministério Público Estadual, sendo assim, o órgão prontamente se deslocou para a localidade. 
Na vistoria técnica foi constatada a presença de várias rachaduras no forro e infiltrações. A coordenação da pastoral da igreja, única denominação católica presente na comunidade foi notificada sobre a proibição por medidas de segurança de fazer uso do prédio. 
De acordo com o chefe de operações da defesa civil, Paulo Afonso Alves da Silva, será enviado um ofício ao MP-RO informando sobre as medidas necessárias, já que a construção trata-se de compensação da usina. "Orientamos a população local sobre os riscos apresentados e isolamos a igreja, até que sejam tomadas outras providências", concluiu Paulo Afonso.

Tanque de esgoto explodido
em Nova Mutum. foto rondoniavivo

As rachaduras da Igreja Católica não são o único problema da Nova Mutum. Em 21 de Abril de 2011 um dos dois tanques do chamado Moderno Sistema de Tratamento de Esgoto do Distrito de Nova Mutum Paraná, , "doados" pela Empresa Energia Sustentável do Brasil, acabaram explodindo e despejando milhares de litros de dejetos e detritos de esgoto de fossa pelas ruas, nas proximidades da Escola Municipal Nossa Senhora de Nazaré.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.