segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Moradores fecham estrada em Itapuá do Oeste


Protesto de atingidos da Usina de Samuel em Itapuá. foto rondonoticias
Moradores de Itapuã do Oeste, a 100 quilômetros de Porto Velho, bloquearam a BR-364 na manhã desta segunda-feira. O protesto foi motivado por causa dos constantes cortes no fornecimento de energia pela Eletrobras.
Integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) disseram que a falta constante de energia e as altas taxas cobradas pela empresa são apenas uma parte dos muitos problemas enfrentados pelos moradores.
“Aqui é comum ficar quatro, cinco dias sem luz, e acabamos perdendo os alimentos. Sem energia, também ficamos sem água”, relatou uma moradora, que preferiu não se identificar.
Ela explica que a cidade também não tem policiamento. “Sem luz, os bandidos tomam conta. Recentemente, um caminhão encostou de madrugada, ao lado de uma loja, e roubou todas as mercadorias”, disse. “O pior é que, sem luz, a torre da única operadora de celular também pára de funcionar. E não tem como avisar a polícia”.
Outra moradora confirmou que são comuns os crimes e a ocorrência de homicídios é prática comum na região. “O posto policial mais próximo fica em Candeias do Jamari, a mais de 80 quilômetros de distância”, diz a moradora. “Para registrar uma ocorrência policial temos que enfrentar várias horas de viagem”, reclama.
O protesto teve início antes das seis horas da manhã desta segunda-feira e provocou um congestionamento de vários quilômetros. Ainda pela manhã, enquanto ocorria a manifestação, uma comissão de negociação se reuniu em Porto Velho com a direção da Eletrobras para encontrar uma solução para os cortes de energia.
Entre os pontos da pauta estão um plano de recuperação e desenvolvimento dos municípios atingidos pela Usina de Samuel, o reassentamento de famílias que não foram indenizadas e ações de fortalecimento da pesca e da aqüicultura na região.
fonte: rondoniadigital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.