quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Cartaz da 1a Romaria da Terra de Rondônia, de ano 1987.

Enquanto começa a preparação da XIV Romaria da Terra de Rondônia, planejada para Julho de 2015, publicamos alguns comentários e lembranças que a divulgação do Cartaz da 1a Romaria da Terra de Rondônia tem desatado na rede social.



"Vocês fazem muito bem em não esquecer a história". Com essa frase começou a fala de Dom Antonio Possamai no Seminário de 25 Anos do Projeto Pe. Ezequiel, realizado de 27 a 30 de junho em Ji-Paraná-RO. 


"A história carrega em si mesma a sua importância. Por isso, quero partilhar com vocês um grande achado! O cartaz da 1ª Romaria da Terra de Rondônia, realizada em 20 de junho de 1987. Quem de vocês estava lá? Aproveito para agradecer a Elson Matias, por ter enviado." (Eronilda)


"Eu estive nessa, era um pequeno adolescente, foi uma bela celebração no gerivaldão. não entendia muito mas como o meu pai veio a RO em busca de terra , ja estava me habituando" (Jair) 


"Eu também estive nessa romaria... eu era bem jovem. Cantei muito... Foi linda, animada e crítica, a verdadeira expressão da Teologia da libertação que era muito forte na Diocese na época. Saudades...." (Marilsa) 


" Não foi possível eu estar nessa Romaria, por que morava em Juína-MT que era regional dessa querida, aguerrida Diocese e por que era ainda bastante jovem para vir a Ji-Paraná representando o regional. Mas que uma das pessoas que participou foi meu pai José Ramos, lembro-me que ele voltou para a comunidade e exibia uma foto tirada com Dom Antônio. Juína sofria muito com a migração forçada do sul do país, especialmente e quando chegávamos na cidade nos deparávamos com tamanha escravidão, roubo de madeira e minério, extermínio dos indígenas pelos latifundiários que ironicamente hoje são os políticos/politiqueiros dessa cidade e estado, enfim.Aquela Romaria foi ânimo profético para muitos cristãos de luta, nossos Mártires do Caminho. Parabéns! (Sidnei)

" Nossa! O Cartaz nos transporta a um passado fértil de sonhos, de esperança e coragem no seguimento de Jesus Cristo, o de Nazaré. Também estive nessa 1ª Romaria. Primeira experiência de romeiro com minha mãe e a comunidade que participava, na época. As Romarias expressavam vitalidade na fé, e uma fé encarnada na realidade. Uma Igreja preocupada com a vida do seu povo e a vida da Criação. Agora estamos em outro contexto, mas com o mesmo compromisso, (porem mais desafiador) o de transportar os sonhos, a esperança e a coragem de outrora para o HOJE. Continuo a bater no mesmo prego: preocupa-me a falta desses referenciais para nossos jovens, hoje. Benditas sejam as Romarias da Terra e das Águas.

Benditos são os pés que marcham pelas estradas empoeiradas. Benditas as vozes que entoam os cantos em todos os cantos. Cantos de libertação e de alegria! Bendita seja a Igreja dos pobres, Igreja de Jesus Cristo! (José Aparecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.