terça-feira, 14 de maio de 2013

Nova morte e ameaças por terra em Vilhena

O assassinado Paulo César Cordoval Ferreira. foto  folha de vilhena
Por volta das 17 horas da quinta- feira, 09 de Maio de 2013, o agricultor Paulo Cesar Cordoval Ferreira, foi alvejado com tiros de espingarda quando trabalhava com um trator de pneu, na limpeza de uma área. O fato aconteceu na Linha 130 no lote 52 setor 12 gleba Corumbiara na zona rural, em área que tinha sido ocupada pela Associação Canarinho, que continua acampada nas proximidades. O falecido era conhecido como "CÉSAR DA CARREGADEIRA", e o autor da morte seria conhecido por extração ilegal de madeira ilegal, e teria vendido para César um lote e ocupado o lote de outra pessoa.

Esta é a segunda morte por motivos agrários registrada pela CPT RO este ano em Rondônia, após a morte de Duílio Duarte, corretor de imóveis assassinado a quarta feira dia 03 de abril de 2013 em Vilhena. O falecido Duílio era o requerente judicial do Lote 52 da Gleva Corumbiara. Os motivos da suposta morte teria sido o desentendimento com terceiros, após ele tentar receber pela venda de terra no local. O suposto assassino confesso, Vanildo de Souza Santos e também o suposto mandante da morte, conhecido como Paulinho da Funerária, têm sido presos, alegando que o falecido tinha dívidas com eles.

Por outro lado, representantes dos pequenos agricultores da região pedem a Intervenção Federal na área, após estas mortes e que novas famílias assentadas no PA Águas Claras terem ameaças em data recente. Em Vilhena e outras áreas públicas reivindicadas para reforma agrária, uma das estratégias adotadas é a infiltração de pistoleiros que tumultuam nas posses, acampamentos e até onde assentamentos oficiais são criados.


O homicídio de Paulo César Cordoival Ferreira.
Segundo informações da Folha de Vilhena, um companheiro de serviço do falecido Paulo contou que na manhã de ontem a vítima teria tido um desentendimento com um vizinho que faz divisa com os fundos da terra de Paulo, quando por volta das 16,00 h. o vizinho teria retornado com uma espingarda. A testemunha alega não ter visto o momento do disparo, tendo em vista que se embrenhou na mata e saiu na propriedade de outro morador da região, o mesmo que veio ate Vilhena e comunicou para a policia o fato ocorrido.
Conforme a pericia policial Paulo Cesar foi atingido nas costelas e braço direito e também braço esquerdo próximo ao ombro, possivelmente foram realizados dois disparos de arma cartucheira, o que poderia ter provocado as lesões em dois pontos distintos. As causas dos desentendimentos podem estar ligadas ao acerto da terra que havia sido adquirida pela vítima recentemente. A policia já tem informações do assassino restando apenas sua captura. (Fonte: Osias Labajos, Folha de Vilhena)

Ouvidoria já tinha pedido policiamento para esta área.
Considerando a conflitividade de 24 áreas de Rondônia, na 459ª Reunião da Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, presidida pelo Desembargador Gercino José da Silva Filho, a Ouvidoria Agrária Nacional já tinha destinado recursos para que fossem realizadas rondas periódicas policiais na área onde aconteceu esta última morte decorrente de conflito agrário. 

Pedida a Intervenção Federal.
Representantes dos pequenos agricultores têm escrito para o Ouvidor Agrário Nacional, Desembargador José Gercino da Silva Filho, pedindo Intervenção Federal na região, pois "Cada dia que passa o terror está aumentando na zona rural de Vilhena, estamos cada dia que passa ficando com mais medo em nossas próprias casas, aqui não somos só ameaçados, os ameaçadores estão se mostrando e dizendo que matam também. Só neste ano de 2013 já foram realizados aproximadamente 15 homicídios em Vilhena. Precisamos de uma Intervenção Federal principalmente na zona rural, antes que morra mais gente. A justiça é muito ruim, muito lenta: As pessoas ameaçam, as pessoas denunciam e nada acontece contra os infratores. Precisamos de ajuda. O Estado tem que estar presente e tem que punir: Só esta ficando em conversa. "Doa a quem doer" Não é assim dr. Gercino? Esperamos que para a justiça local um dia venha a ser assim. Precisamos urgentemente um cadastro e triagem do INCRA juntamente com uma certidão criminal nas associações que ocupas as áreas rurais de Vilhena".

Ameaças no PA Águas Claras.
Segundo informações de Vilhena. continuam as ameaça no PA Águas Claras contra os novos assentado do Acampamento Águia Azul, procedentes de Parecis, que foram assentado recentemente. As ameaças foram realizadas o dias 07 de Maio de 2013  contra o senhor Joel Natalício, mais conhecido como Tiziu, que tem mais de 65 anos de idade. Foi ameaçado por um individuo conhecido como ANDRÉ que conduzia um carro Fiat Uno de cor preta e se diz dono da propriedade onde foi assentado o Sr Joel.  Segundo informações o autor das ameaças é funcionário público que não foi contemplado para ser assentado, por não ter o perfil exigido pela reforma agrária. Ele teria falado para o Sr. Joel que "Se ele entrar cedo, sai a tarde; e se entrar a tarde, sai de manhã, por bem o por mal", e deferiu diversos palavrões o humilhando e fazendo fortes ameaças. 

Ameaçado passa mal.
A consequência das ameaças  o senhor Joel teve que ir ao hospital o dia 09 de maio de 2013,  porque estava passando mal desde o dia das ameaças. As pessoas que estão ameaçando os trabalhadores do Acampamento são os mesmos que estavam ocupando a área de forma irregular e que foram notificado pelo INCRA.

Presos autores e mandantes supostos da morte de Duílio Duarte.
Por outro lado, foram presos supostos autor e mandante da morte de Duílio Duarte. O suposto assassino preso, Vanildo de Souza Santos, é considerado pistoleiro que matava por encomenda. Quem seria o mandante da morte, Paulo Aparecido Dias, “Paulinho da Funerária” foi preso no dia 02/05/2013, por uma equipe de policiais civis da Delegacia Regional da Polícia Civil em Vilhena. Paulo Aparecido Dias é suspeito de ter contratado Ivanildo de Souza Santos e Dhanilo de Araujo Freitas para executar a tiros o corretor de imóveis Duílio Lourenço Duarte, em crime foi praticado em pleno centro da cidade de Vilhena (Rondônia), no dia 03 de abril de 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.