sábado, 27 de abril de 2013

Denúncias de violência e descaso

Em dois dias de audiência pública, delegados civis disposto para protocolar denúncias apresentadas para Comissão Nacional de Violência no Campo, tem recebido numerosas denúncias de atos de violência atingindo os pequenos agricultores do Estado de Rondônia.

Muitas delas já tenham sido divulgadas por NOTÍCIAS DA TERRA: 

Na Associação Nossa Senhora Aparecida, em Chupinguaia, a queima de casas pelo oficial de justiça que realizava uma reintegração de posse, ainda sendo despejados os moradores de local vizinho daquele que constava na ordem judicial. 

No PA Flor de Amazonas, de Candeias do Jamari, queima de casas, venda ilegal de lotes, destruição de roças por manada de gado, extração ilegal de madeira, falta de estradas e de topografia para delimitar os lotes.

No dia 26 destacaram as denúncias de um grupo numeroso dos PA Joana d' Arc, de Porto Velho e da Comunidade ribeirinha de Vila Franciscana, atingidos pela alagação provocada pela Usina de Santo Antônio: Estradas alagadas e in transitáveis, alagação do subsolo e apodrecimento das plantações provocando até fome dos assentados, contam inação dos poços com o aumento do nível freático e desbordamento de fossas. Inúmero problemas que foram também denunciados na Assembléia Legislativa de Rondônia, após ficar vários dias acampados em protesta pela dificuldade de ver seus problemas resolvidos com medidas efetivas.

Denúncias da comunidade ribeirinha de Portochuelo, no Rio Madeira, atingida pela construção do novo porto graneleiro de Porto Velho, onde aconteceu em dezembro de 2012, com denúncias de milícia privada ameaçando os moradores e que chegou a provocar a morte de um membro da comunidade conhecido como Messias.

Do Acampamento Sílvio Rodrigues, do MST, em Alvorada de Oeste, com denúncia de disparos de arma de fogo, em 2012, disparos contra o acampamento e disparos seguidos de ameaças de morte contra Juarez Luciano da Silva. Em 13 de março de 2013, intento de atropelamento de um acampado por parte duma camioneta Ranger cor prata de placa NDH-3617, na BR 429

A pedido da CPT RO os delegados agrários do estado, Dr Júlio Paixão e Dr. Ícaro Alex Soares Bezerra, apresentaram a situação atual dos inquéritos apurando as 09 mortes de 2012 registradas pela CPT como de conflito agrário. Em uma das, de José Albino da Silva, já foi identificado e está preso o suposto autor do homicídio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.