sábado, 13 de abril de 2013

Confirmada reintegração em Seringueiras

Atualizado 19, 19 h. Segundo informações recebidas, foi confirmado no início desta manhã (13.4.13) o despejo de aproximadamente 45 famílias do Acampamento Paulo Freire 3 em Seringueiras. Com relatos de violência (balas de borracha e uso de gaz pimenta) e prisões de  lideranças. A PM de Seringueiras desmentiu que ninguém tenha sido preso. A chegada pela tarde duma friagem com chuva ainda está aumentando mais o sofrimento do povo que está sendo retirado do local. 
As famílias tinham reocupado no dia 24.12.2012 a Fazenda Riacho Doce, localizada na Linha 02 de Maio a 3 Quilômetros da cidade de Seringueiras.
Famílias dos despejados tem ligado para a assessoria da CPT RO informando estarem impedidos de retirar os pertences de suas casas, e denúncia verbal deste fato foi realizada na delegacia da Polícia Federal de Ji Paraná, sem conseguir contactar com o responsável da operação, Delegado Caio Porto Ferreira.
Surpreende o cumprimento da ordem de reintegração sem que conste o protocolo de 48 horas de aviso para presença de conselho tutelar, prefeitura, bombeiros, ouvidoria agrária e movimentos sociais para prevenir excessos e violências.
O Jornal Rondo Vale informa que um grande número de Policiais Federais e Policiais Militares e da Goe (Grupo de Operações Especiais) estão no local para o cumprimento da liminar.
Como informado pela Notícias da Terra, ontem 12 de abril de 2013 houve decisão da justiça federal segundo a qual 02 lotes com total de 800 hectares foram liberados para o Incra realizar assentamento das famílias.
O juiz ordenou também a retirada dos acampados até a LH 14 km 23 setor Novo Planalto, para que no prazo de 60 dias o Incra realize a triagem das famílias cadastradas com perfil para serem assentadas pela reforma agrária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.