sábado, 9 de março de 2013

Polícia de Rondônia criminaliza ocupações de terras

A polícia prendeu acusados de ocupar fazenda em Jacinópolis. foto rondoniavip

Continua a criminalização das ocupações de terra em Rondônia, onde a PM da região de Buritis faz vigilância privada  e prende na estrada grupo que queria apenas falar com um fazendeiro.
Oito pequenos agricultores foram detidos pela Polícia Militar na tarde em Jacinópolis (Nova Mamoré) o dia 04 de Março de 2013 Silvano Rodrigues da Silva, 21 anos, Sinval dos Santos Aguiar, 27 anos, Juvenal Aguiar, 35 anos, Ronaldo Batista da Silva, 37 anos, Edinaldo Honório Marco Vitor, 32 anos, G. O. L., 17 anos, Ozias Almeida Neto, 24 anos, Sergio Carlos Raimundo, 31 anos, acusados de "usurpação e ameaça"  (???) após ocupar uma área de terras localizada no km 17 da linha 02, distrito de Jacinópolis. 
Segundo a polícia o proprietário das terras denunciou que o grupo estaria armado. A Polícia Militar se deslocou até a área e efetuou buscas e realizou apreensão de três motocicletas, (dizendo que uma delas era roubada), uma espingarda com munições e fogos de artifício, além de vários apetrechos utilizados para o acampamento. Nehuma foto de arma apreendida tem sido mostrada. Fonte rondoniavip

Prendem grupo sem mesmo ter ocupado a terra e polícia faz vigilância privada de terras.
Ainda na mesma região de Buritis, a polícia prendeu um grupo antes mesmo da ocupação duma terra localizada na linha deizinha do Km 66 da BR 421, em Monte Negro. 
O fato se iniciou por volta das 04h da madrugada de domingo (03.03.13)), quando um ônibus lotado com famílias se deslocou da cidade de Monte Negro rumo à fazenda de uma pessoa conhecida pelo nome de Ailton, próxima a uma área de reserva indígena. 
A PM recebeu a informação sobre os fatos e três viaturas se deslocaram até o local e "flagrou os supostos sem-terras em frente a propriedade". 
Indagados pelos policiais sobre a situação, eles disseram que queriam falar com o dono da propriedade. 
De acordo com a PM, a polícia pretendia conduzir todos até a DP para esclarecimentos, mas por falta de meios para o transporte, como se comprometeram a não entrar na propriedade todos foram liberados. 
Durante a tarde uma viatura da PM voltou ao local para averiguação e ninguém mais foi visto no local. 
Os fatos foram registrados através do Boletim de Ocorrência número 513/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.