terça-feira, 13 de novembro de 2012

Porto Velho: Carta final da XXI Assembléia de Pastoral

Mensagem às Comunidades da XXI Assemblea Arquidiocesana de Pastoral de Porto Velho
“Levantaram, voltaram e contaram
o que tinham acontecido no caminho” (cf.Lc 24,33.35)

Caros Irmãos e Irmãs,
Nós, representantes das paróquias, das Congregações Religiosas, e dos organismos eclesiais, reunidos(as) em Assembleia, nos dias 9 a 11 de novembro de 2012, por ocasião dos 50 anos do início do Concílio Vaticano II, dos 40 anos do encontro de Santarém (1972), dos 30 anos de nossa Arquidiocese e no início do ano da Fé, iluminados(as) pelo tema: “Conversão Pastoral e Renovação Eclesial para o compromisso missionário”, como Igreja em estado permanente de missão, demos continuidade ao processo participativo de preparação do Plano Pastoral que deverá nos guiar nos próximos quatro anos.
Constatamos que o atual modelo econômico com a capacidade de produzir muita riqueza e, ao mesmo tempo, tão devastador da natureza e gerador de exclusão social, contradiz o que nos propõe o Evangelho (Mt 5,1-11). Afligem-nos ver a implantação de mega projetos como hidrelétricas e o agronegócio que poluem e destroem o meio ambiente e têm trazido muito sofrimento às populações atingidas, gerado forte processo migratório e contribuído para o crescimento da violência, exploração sexual e tráfico de drogas. Também o pluralismo e o fundamentalismo religioso e o individualismo passam a influir de tal modo a vida das pessoas, levando-as, muitas vezes, a perder o senso crítico diante da realidade socioeconômica, política e religiosa, relativizando valores éticos e morais.
Percebemos que, em meio a essa situação com seus desafios, a Igreja com todas as suas limitações continua sendo uma presença de esperança e testemunho de fé. Por outro lado, reconhecemos que, em razão do compromisso de discípulos(as) missionários(as), precisamos, com a graça de Deus, superar nossas falhas.
A Palavra de Deus, Jesus Cristo Verbo Encarnado, que entregou a sua vida, nos conforta e ilumina nossa caminhada. Nossa missão está centrada em Jesus Cristo em vista da construção do Reino do Pai. A iniciação à vida cristã é um processo que leva a pessoa a se apaixonar por Jesus Cristo. O seguimento a Ele e a sua missão se dá no seio de uma comunidade de fé, na Igreja, através do testemunho, solidariedade, anúncio e denúncia, diálogo e serviço.
Após discutirmos e termos aprovado as urgências da evangelização, que não deverão estar ausentes da nossa Ação Evangelizadora, iluminados pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da CNBB (DGAE 2011-2015) e tendo acrescentado no objetivo geral aspectos da nossa realidade, compreendemos que a nossa Igreja caminha em comunhão com a Igreja do Brasil. Fomos então desafiados (as) a estabelecer as diretrizes (rumos) e prioridades que nortearão a ação pastoral nos próximos quatro anos.

Guiados (as) por Jesus missionário do Pai, Senhor da messe e Pastor do rebanho e pedindo a intercessão de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira da Amazônia, reafirmamos nosso compromisso na construção do Reino definitivo e convidamos os irmãos e irmãs a acolherem com coração aberto e generoso as conclusões desta Assembleia.
Porto Velho, 11 de novembro de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.