quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Abertura do VI Fórum Social Panamazônico em Cobija, Bolívia, marcado pela marcha dos participantes.

VI FÓRUM SOCIAL PANAMAZÔNICO COBIJA, BOLÍVIA - 28 novembro - 1 dezembro 2012



Em 28 de novembro de 2012, inicia-se o VI Fórum Panamazônico com credenciamento e marcha da Ponte da Amizade até o Parque Piñata, onde realizou-se a abertura oficial do evento com musicas e apresentações culturais. Também foi feito um apelo de paz sobre a problemática entre Israel e Palestinos, que tem vitimado muitas pessoas, de forma violenta. Foi manisfesto o apoio aos Palestinos frente a situação.
Estão participando do Fórum pessoas dos nove países que compõem a Amazônia Legal, além de demais interessados. O Estado de Rondônia vem representado por um grande grupo de participantes: CPT ( entre estes agricultores do Projeto Terra Sem Males), também da RECID, do MST, do MAB, CIMI, e do Madeira Viva, além de índigenas, e ribeirinhos.



O mundo, cada vez mais injusto, consumista e que a desigualdade é a manifestação de uma crise de civilização vasta (econômica, financeira, cultural e ambiental).Hajam novas formas de produção, consumo do governo, e da convivência entre pessoas, entre pessoas e novas formas de viver com a natureza. Enfrentar esses desafios só será possível com a unidade das forças sociais que buscam práticas e mudança estrutural em direção a uma nova maneira de viver.
A humanidade virou o olhar para a Amazônia a reconhecer o seu papel na vida do planeta. Além de uma biodiversidade monumental, sua capacidade de capturar carbono e sua contribuição para o ciclo da água, também abrange uma rica cultura de comunidades indígenas e camponesas. Mas a Amazon também atrai o capital especulativo e extrativistas visto como recurso inesgotável.
A Amazônia é uma fase da vida de seus povos em harmonia com a natureza e uma rica herança cultural, mas também um palco de apresentação do seu povo e da violação dos seus direitos. Com o poder das aldeias da Amazônia também será um cenário de resposta.
"Para a unidade dos povos da Amazônia para transformar o mundo"
A CPT-RO vai proporcionar um momento de troca de experiências sobre a agroecologia a ser realizada na manhã do dia 29, com os agricultores do Projeto Terra Sem Males, onde estes estarão expondo suas experiências e perspectivas quanto a agroecologia.

Abertura do panamazônico.
O sexto Social Pan-Amazônico Fórum será dividido em quatro temas:

1. Colonialismo e neo-desenvolvimentismo extrativismo
2. Impacto da crise global sobre a Pan-Amazônia: caminhos e alternativas
3. Defesa e cheio exercício dos direitos na Pan-Amazônia
4. Arte, cultura, educação, comunicação social e luta no Pan-Amazônia.

TEMA I: colonialismo, neo-extrativismo e desenvolvimentismo
MESAS TEMATICAS:
Modelos de desenvolvimento e capitalismo verde no Pan
Megaprojetos e seus impactos sobre a vida dos povos da Pan
As alterações climáticas e a exploração da biodiversidade no Pan
Relação geopolítica nas regiões de fronteira no Pan

TEMA II: IMPACTOS DA CRISE GLOBAL EM Pan-a: ESTRADAS E ALTERNATIVAS
MESAS TEMATICAS
Multiculturalismo e Viver Bem
Integração e desintegração no Pan
Lutas anticapitalistas e de justiça social e ambiental
De Ciência e Tecnologia comunidades indígenas e tradicionais

TEMA III: Defesa e pleno exercício dos direitos EM Panamazônia
MESAS TEMATICAS
Formas de resistência e criminalização das lutas sociais
Fortalecimento e ampliação dos direitos humanos e da natureza no Pan
Lutar por autonomia, território e auto-determinação
O direito à cidade no Pan

TEMA IV: arte, luta cultura, comunicação, educação e social no Pan
MESAS TEMATICAS
Diversidade e Identidade Cultural na Pan-
As crianças e os jovens como agentes de uma nova sociedade
Educação Popular
Comunicação democrática e popular

OBS: maiores informações no blog :www.vifspaamazonico.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.