sábado, 6 de outubro de 2012

Denúncia de ameaças a candidata de Jaru

Nossa companheira Lenir, assessora jurídica da CPT RO, tem divulgado a seguinte carta denunciando ameaças recebidas pela candidata de Jaru Jandira de Souza Oliveira, As denúncias tem sido dirigidas ao Deputado Federal Padre Ton:

Ao Deputado Federal Padre Tom e seus assessores;
Diante dos fatos que se manifestarem durante essa eleição, me vejo na obrigação de torná-los públicos e solicitar que providências sejam tomadas com o fim claro de preservar a vida da militante história do PARTIDO DOS TRABALHADORES em Jaru: Jandira de Souza Oliveira.
No começo desse pleito eleitoral, Jandira recebeu informações privilegiadas sobre militante do Partido que estava na lista dos candidatáveis à Câmara de Vereadores de Jaru/RO; achando que tais informações se fossem confirmadas, poderiam macular mais ainda o nome do partido, transmitiu tais informações para a direção do partido local, que nada fez, então, transmitiu essas informações para o Dep. Padre Tom e este no afã de resolver a situação e de forma despreocupada e sem medir as consequências, não protegeu a Jandira como sua informante, informando claramente os fato e a fonte para terceiros, no que fez com que o seu nome fosse indicado como formadora da discórdia dentro do partido.
A partir do momento em que a Jandira foi exposta como fonte e a confirmação de sua candidatura a Vereadora, além de ser ameaçada de ser processada judicialmente, a mesma começou a receber ameaças
contra sua vida:
– Primeiro, coagiram o Sr. Ailton, assessor de Campanha da Jandira, a entrar dentro de um carro e ficaram dando voltas dentro da cidade e de forma coerciva ficaram avisando-o de que deveria gostar de sua vida;
– Segundo, utilizando-se de ligação não identificada passaram a ligar para a Jandira, dizendo ser Bin Laden e que iria detoná-la.
As ligações têm sido frequente, sendo que nessa semana que antecede as eleições, têm sido diária, mais de quatro por dias, onde se liga de “número restrito” para o celular da Jandira e nada fala, numa clara pressão psicológica.
Temos certeza, assim como a Direção do Partido Local e o Padre Tom, como bem foi informado, que esse grupo, que provavelmente esteja atrás desses atos, que serão capazes de tudo para conseguir o seu intento e nessas condições tememos pela vida da JANDIRA.
Lamenta-se profundamente que um partido que nasceu da organização popular; em nome do poder político, não tenha tomado as providências regimentais e estatutárias ao fato levado ao seu conhecimento pela Jandira, o que nos faz responsabilizar esse mesmo partido, se qualquer coisa vier a conhecer com a companheira.
Esperamos que, mesmo tardiamente, providências sejam tomadas, no aspecto de proteção a vida da JANDIRA e em relação a negligência e omissão dessa direção partidária (que de direção, infelizmente, não
tem nada, pois, direção não abandona seus militantes), assim como o Pe. Tom, representante no âmbito federal deste partido, seja capaz, desta vez, de oferecer a devida proteção à vida de JANDIRA.
Jaru/RO, 05 de outubro de 2012.
Lenir Correia Coelho
Coordenadora do Núcleo de Assessoria Técnica Popular
Dom Antônio Possamai
Jaru - RO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.