quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A futura EFA de Vilhena começa a andar

Mesa da reunião em Vilhena sobre a nova EFA. foto: Edilson Machado.

Após reunião realizada no Auditório da Câmara de Vereadores de Vilhena, começa a andar o projeto de uma futura Escola família Agrícola para dar formação profissional agrária à juventude camponesa. Este projeto conta com apoio da CPT RO e da assessoria do Deputado Padre Ton.
Entre outro encaminhamentos, foi criada uma Comissão para articular os trabalhos a serem realizados. Para o local onde possa ser implantada a escola, foi aceita a proposta do Lote 52, setor 12, Gleba Corumbiara, onde o INCRA está em processo de implantação do Assentemento Águas Claras. Uma área do assentemento será reservado pelo INCRA com esta finalidade, após pedido dos assentados.
A reunião teve representação, entre outros participantes, do geraldo, da AEFARO (Federação de Escolas Famílias Agrícola de Rondônia), do Renato, representando a SEAGRI (Secetaria de Agricultura de Rondônia), e do Divino, presidente do STTR (sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais) de Cerejeiras, e Adriane da Secretaria Jovem do STTR de Vilhena.
Fonte: CPT RO
Grupo de trabalho em Vilhena sobre a nova EFA, Foto Edilson Machado
 
Seguindo o ,,método da alternância,, as alunas e alunos da EFA alternam a permanência na escola e no sítio, e ficam quize dias em internato na escola, para depois passar quinze dias no sítio ajudando no trabalho e aplicando os conhecimentos na prática familiar. No Brasil existem 112 EFAs federadas na
UNEFAB: União Nacional de Escolas Agrícolas do Brasil, formando centenas de milhares de alunos.
Faz décadas que funcionam Efas em Rondônia, agrupadas a maioria na Federação da escolas Família Agrícola de Rondônia (AEFARO):

1. Escola Família Agrícola "Chico Mendes" / Município: Novo Horizonte do Oeste

2. Escola Família Agrícola "Padre Ezequiel Ramin" / Município: Cacoal

3. Escola Família Agrícola "Vale do Paraíso"/ Município: Ouro Preto do Oeste

4. Escola Família Agrícola de Itapirema - AEFAR/ Município: Ji-Paraná

5 -  EFa Vale do Guaporé, Município:  São Francisco do Guaporé.
 
 Ainda existe o projeto, também apoiado plea CPT RO, de criação duma nova Efa no Assentamento For do Amazonas, em Candéias de Jamari, e intentos para começar outra em Buritis.

Segundo fontes consultadas, os critérios para se colocar uma EFA em funcionamento são:
1. Comunidade devidamente motivada, envolvida no Projeto.
2. Ter uma associação funcionamento efetivamente, formalizada com CNPJ.
3. Projeto educativo elaborado e plano de formação dos alunos construído a partir da realidade local e com a participação da Associação.
4. Uma equipe de educadores escolhida segundo os critérios e o perfil do educador de uma EFA.
5. Existência de alunos interessados e comprometidos com a proposta.
6. Espaço físico adequado à realidade local, propício a oferecer as condições para um ambiente educativo.
7. Acompanhamento aos projetos dos alunos.
8. Alianças com pessoas, profissionais e organizações afins, para garantir a realização de estágios, visitas de estudo e intervenções externas na EFA, complementando a formação dos alunos.
9. Garantia de apoio de órgãos públicos ou privados para o custeio do funcionamento.
10. Apoio permanente das forças locais: sociais, políticas, religiosas e culturais, comprometidas com o desenvolvimento da juventude e da cidade.

2 comentários:

  1. gdiberti@hotmail.com11 de novembro de 2012 14:46

    eu fui pioneiro na EFA Chico Mendes Novo Horizonte d'Oeste RO fundada em 2002.
    entrei na escola com 12 anos de idade. Isto foi muito importante em minha vida, pude aprender muitas coisas que faz diferença em minha vida profissional

    ResponderExcluir
  2. eu nunca entri na escola efa mas o meu sonho e entrar
    pretendo um dia entrar e aprender coisas novas!!!

    ResponderExcluir

Agradecemos suas opiniões e informações.