segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Enfrentamento entre indígenas suruí e madereiros em Cacoal, Rondônia.


almir surui, foto rondoniavip

Segundo informações populares recolhidas pela CPT RO, nesta semana um indígena suruí foi fortemente agredido por madereiros fora da aldéia. O fato seria represália contra os indígenas da aldéia da Linha 11, que é o berço do cacique Almir Suruí. Este é contra a retirada de madeira do local, pois assinou um contrato de sequestro de carbono e reforestação no local.
O conflito estourou depois que os madereiros que estavam tirando madeira na linha 14 passaram a divisa das aldeias e já estavam dentro do território da linha 11. Aí teriam sido surpreendidos por indígenas que agrediram os madereiros e atearam fogo num trator, danificaram uma moto e a jogaram no Rio Jacaré. Ainda queimaram o barraco do acampamento com todos os mantimnentos.
Depóis destes fatos os madereiros comentan o assunto na cidade de Cacoal e passaram a andar fortemente armados na prevencão do que possa acontecer novamente.
Na semana passada o assunto teria sido tratado por uma comissão de indígenas na sede do MPF de Ji Paraná.
Os moradores das proximidades da Área Indígena vivem temerosos de ser prejudicados pelo conflito, assim como pela passividade das autoridades diante da retirada clandestina de madeiras, assim como a falta de distribuição dos benefícios dos projetos de conservação do meio ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.