domingo, 8 de julho de 2012

Presos 22 sem terra em Ariquemes

Segundo fontes da TV Globo a polícia de Ariquemes prendeu o passado dia 04 de julho um grupo de agricultores sem-terra. Eles são acusados de resistir a uma ordem de reintegração de uma posse de uma fazenda dos herdeiros de Daniel Stivanin. Segundo o site G1, durante a operação feita pela polícia, 22 pessoas foram presas e seis motos foram apreendidas.
Junto com os invasores, a polícia também encontrou uma espingarda, munições, armas brancas, rádios comunicadores, fardas do Exército e uma escala de trabalho para vigiar a entrada das pessoas na fazenda.
Eles foram presos após o dia 29 de junho eles terem retornado ao local que ocupavam fazia mais de seis anos.
Mais de 60 famílias tinham saído pacificamente do local em maio, forçados por uma ordem judicial de reintegração de posse e após o supertintendente do INCRA ter prometido para eles outra terra em três o quatro meses. Eles alugaram uma chácara e montaram um acampamento na beira da estrada de Machadinho, a 15 km. de Ariquemes, que batizaram com o nome de Acampamento Arraial da Vitória. Depois do despejo eles reclamaram que não lhes tinha sido permitido sequer retirar a produção das lavouras plantadas, e que estavam passando necessidade. O INCRA prometeu cestas básicas para as 52 famílias acampadas. Daniel Stivanin foi assassinado em 15 de maio de 2012, sem que se conheçam suspeitos nem os motivos das mortes. Os acampados achavam que por causa desta morte o despejo deles tinha sido acelerado, sem que fosse negociado um acordo com a família como eles pediam, pois o local que ocupavam estava totalmente abandonado quando eles tinham começado a trabalhar e morar lá.
Não está confirmado que os presos formassem parte do da Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.