segunda-feira, 7 de maio de 2012

Indígenas arara instalam placas solares

Uma das placas solares com os moradores da equipe de montagem.
Ji Paraná, Rondônia, 05 e 06 de maio de 2012. Três famílias indígenas do povo arara de Ji Paraná, da Terra Indígena Igarapé Lourdes, instalaram três paineis fotovoltaicos (kyocera de 45 kw/h) para fornecer energia residencial. Cada placa solar, acompanhada dum controlador e duma bateria, pode fornecer energia para uns tres bicos de luz, de 12 voltios.
Pode paracer pouco, mais para quem depende da lamparina de óleo diesel, a luz elétrica, sem fumaça e sem fogo, é muito mais limpa, econômica e claréia muito mais.
Estes equipamentos de energia solar foram doados solidariamente pela comunidade quilombola de Santa Fé, de Costa Marques, após receber a energia do projeto Luz para Todos.  
As famílias arara pertencem a um clan familiar que morava na cidade de Porto Velho. Animados por um parente, o cacique Pedro Arara, decidiram voltar a morar na aldéia. O retorno não foi fácil, especialmente para aqueles que já desconheciam a língua indígena, a vida na floresta e o trabalho na roça, porém a pesar das dificuldades, e das pragas de borrachudos, nenhum deles se arrepende de ter voltado para o território indígena tradicional e de estar recuperando o estilo de vida e a cultura indígena.
Por este motivo, animados pela matriarca Dona Janette, faz três anos eles decidiram revitalizar uma antiga aldéia abandonada, conhecida do tempo do seringal como A Palloça. Eles a têm batizado como Aldéia Cinco Irmãos, dois quais três deles já moram no local. A nova aldéia, constituída pelos indígenas que retornaram da cidade, está situada arredor de 70 km. de Ji Paraná, passando pelo distrito de Nova Colina, ainda longe da vizinha aldéia do Igarapé Lourdes, de indígenas do povo gavião.
Além das casas, eles com ajuda da SEDUC já construiram também a própria escolinha, batizada como Escola Manoel Cachoeira, o falecido esposo de Dona Janete. O grupo gostaria de aproveitar a capacidade de uma pequena cachoeira do igarapé da aldeia, e ainda mantém esperança de receber também a energia convencional do Luz Para Todos, que já projetou faz alguns anos a instalação duma linha no local até a aldéia dos gavião.
Entre outros projetos, eles estão pensando na construção duma casa de farinha, que deve ajudar a consolidar a segurança alimentar e a geração de renda, num local onde hoje tem fartura de caça e de produção de alimentos, porém fica difícil os guardar ou trazer de fora.

4 comentários:

  1. I do accept as true with all the concepts you've introduced to your post. They're very convincing and will certainly work. Nonetheless, the posts are very brief for beginners. May you please lengthen them a bit from next time? Thanks for the post.
    Feel free to visit my web blog : cheap-strollers.net

    ResponderExcluir
  2. Your means of explaining all in this paragraph is genuinely fastidious, every one can simply
    be aware of it, Thanks a lot.
    Here is my page ; cheap flowers online

    ResponderExcluir
  3. ESSE POVO MERECE CONHESO DESDE QUANDO ELES QUERIA ABRIR ESSA ALDEIA PARABENS ALDEIA 5 IRMAOS VOCEIS MERESEM

    ResponderExcluir
  4. PARABENS ALDEIA 5 IRMAOS, VOCEIS MERECEM ESTE CACIQUE E USADO POR DEUS TUDO QUE ELE TEM LUTADO DEUS TEM DADO PARABENS FRANCISCO CHAGAS, VC MERECE E TUA FAMILIA.

    ResponderExcluir

Agradecemos suas opiniões e informações.