quarta-feira, 2 de maio de 2012

Crimen ambiental no reservatório de Santo Antônio, nas usinas do Rio Madeira


O gerente da usina de Santo Antônio foi intimado pela polícia para esclarecimento de crimes contra a fauna. As denuncias do site Rondoniavivo.com de supostos crimes ambiental que ocorreram as margens e no entorno do Rio Madeira, onde está sendo construída a UHE Santo Antonio, foram divulgadas em vídeo, provocando a ação de diversos órgãos de justiça e fez com que um inquérito policial fosse aberto na DECCMA (Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente) intimando o gerente de sustentabilidade ou responsável pelo resgate nas áreas impactadas a prestar esclarecimentos sobre os fatos contidos no inquérito policial 312/2012.. Fotos e vídeos produzidos por funcionários da empresa mostravam animais silvestres de diversas espécies como tatu, cobra, paca, porco do mato, jacaré, anta e outros morrendo afogados em decorrência da subida da água para a formação do reservatóriorio, que escoou para área de floresta.
O Ministério Público do Estado também abriu procedimento investigatório, assim como também o Ministério Público Federal. A comprovação do crime nas investigações levadas a cabo pelos MPs e Policia Civil deve resultar em multa milionária e até cadeia para os gestores do empreendimento.
As políticas ambientais e os impactos socioambientais das hidrelétricas na Amazônia Legal serão alguns dos temas em debate durante a Jornada de Avaliação e Planejamento Estratégico de Meio Ambiente, nesta quinta e sexta-feira, dias 3 e 4 de maio, no edifício-sede do Ministério Público de Rondônia, em Porto Velho.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.