terça-feira, 20 de março de 2012

INCRA negocia acordo para os agricultores do Acampamento Canaá.


Camponeses do A. Canaá em reunião com o INCRA, em Jaru, 20/03/12. Foto Lenir.
As famílias  do Acampamento Canaã, da Liga dos Camponeses Pobres, ocuparam ontem por nove horas a BR 364, em cima da ponte do Rio Jaru, na cidade de Jaru/RO. A manifestação começou ontem 19/3/2012 as 5 horas e somente terminou depois de 14 horas. A manifestação foi pacífica e exigia a intervenção imediata para a solução do Acampamento, tendo em vista, que os acampados estão em eminência de serem despejados. As famílias estão no local há mais de onze anos, em lotes demarcados, produzindo com dignidade.
Representantes do Ministério Público da União e o Padre Vital Corbellini, da Paróquia de São Batista negociaram a desocupação pacífica da BR 364. Os acampados deixaram a BR e ficaram alojados no Centro Catequético da Paróquia até hoje, que foi realizada uma audiência pública sobre o assunto (veja abaixo). A Dra Lenir, representante da assessoria da CPT RO esteve se manifestando sobre as condições jurídicas do mesmo, para tentar adiar o despejo. (ver abaixo mais informação)





Agircultores mostraram produção da terra onde podem ser despejados. Foto Lenir
Na reunião de hoje 20/03/12 do INCRA com os acampados do Acampamento Canãa, o Superintendente Luiz Flávio Carvalho esteve em Jaru, no Salão Paroquial, para tratar da situação de despejo. Como manifestara ma reunião em Vilhena o passado dia 15/03/12 o Superintendente se comprometeu a estudar o caso da área e conversar com a proprietária; Sra. Angela; sendo que essa reunião seria hoje a tarde em Ji-Paraná. Estava presente o Comandante da PM de Jaru, que noticiou que a ordem de despejo ñao será executada até sexta-feira. Esteve presente também a Ouvidora Agrária: Márcia.
Há vários processos que discute a área, inclusive, ação de retomada pelo INCRA, sendo que essa ação está aguardando manifestação do INCRA, segundo informações prestadas por lideranças locais da LCP. As pessoas que estavam no movimento estão bastante preocupadas com a situação e prometem resistir se houver despejo, pois, são 120 famílias acampadas, produzindo e vivendo há mais de onze anos.
Em anexo, fotos da reunião de hoje e da manifestação (Ocupação da ponte de Jaru) realizada ontem.

Ocupação da ponte do Ro Jaru, ontem na BR 364. Foto Lenir.







2 comentários:

  1. sou angela, sou citada na materia acima porque nao apareceu meu comentario de ontem? Para perpetar as mentiras ditas acima

    ResponderExcluir
  2. Prezada Ângela. Obrigado por entrar em contato. Ontem não chegou nenhum comentário. Nosso interesse é que os agricultores e os proprietários possam chegar a um acordo. A informacão acima é a que nos foi enviada por quem esteve nas negociações co as fam'lias de agricultores.Qualquer correção que quiser fazer será bem vinda.

    ResponderExcluir

Agradecemos suas opiniões e informações.