sexta-feira, 30 de março de 2012

Famílias acampadas vivem momentos de tensão.

 


Dezenas de famílias do Acampamento Serra do Ouro, localizado na quinta linha do Iata, município de Guajará-Mirim, vêem vivendo momentos de tensão e insegurança. A informação foi das lideranças do acampamento que procuraram a CPT para solicitar ajuda e assessoria.

São mais de 40 famílias, onde a maioria delas está nesta área a partir de 2008, neste período já passaram por ordem de despejos. Muitos foram desistindo da luta por se sentirem ameaçados de perderem tudo o que já plantaram e construíram, outros continuam firmes, plantando suas roças e vivendo o seu dia a dia.


Missa no Acampamento Serra do Ouro de Guajará Mirim, em 2009. Foto cpt ro

A equipe da CPT esteve no acampamento a semana passada e constatou a aflição das famílias que temem perderem tudo o que já construíram com muita dificuldade ao longo destes anos. Foi dada uma sentença judicial em 2010 contra os acampados. A assessoria jurídica dos mesmos recorreu da sentença, mas perderam a questão por falta de provas e argumentos, chegando a haver contradições no processo. Em três ocasiões foram ao local do acampamento oficiais de justiça que alegaram encontrar poucas famílias no local. Na verdade eles costumam sair para trabalhar até que consigam sobreviver da produção no acampamento.
Esta semana a assessoria jurídica da CPT olhou o processo e constatou que não cabem mais recursos via judicial. O que será destas famílias que já tem sua casinha, suas plantações, suas criações, será que vão perder tudo sem direito a nada?

Quem mora na região é conhecedor que esta área não via um pé de plantação há muitos anos, só capim, sapé ou capoeira. Há boatos de que a propriedade é do grupo Benesby, de várias posses e influência política na região.

O próximo passo é uma conversa com o INCRA para rever e buscar alternativas que favoreçam essas famílias que não podem ser jogadas à própria sorte.

A CPT continuará apoiando os pequenos agricultores que lutam por um pedacinho de chão para garantir a sobrevivência. Que Deus nos ilumine!

Comissão Pastoral da Terra- CPT – RO.
 
Pé de maracujá do acampamento da Serra do Ouro de Guajará Mirim.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.