sábado, 17 de março de 2012

Atingidos por barragens ocuparam a sede da Electronorte em Rondônia.


Finalizando ocupação da Eletronorte, atingidos pelas barragens realizaram passeata por Porto Velho.Foto: Diário da Amazonia.
Porto Velho RO, Data: No começo da terça-feira (13/03), cerca de 400 manifestantes, atingidos pelas construções das Usinas de Samuel, Santo Antônio e Jirau, ocuparam a sede da empresa Eletronorte em Porto Velho/RO, localizada próxima a Assembleia Legislativa Estadual. Com a ocupação, as atividades no interior da sede da empresa foram paralisadas. Após dois dias e negociações realizadas em Brasília pela Coordenação Nacional do MAB, a ocupação encerrou ontem sexta feira com passeata pelo centro de Porto Velho, a capital de Rondônia.
A ação foi organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), que nesta semana realizou atos em vários estados do país durante a Jornada Nacional de Mobilizações, motivada pelo Dia Internacional de Luta Contra as Barragens (14 de Março). Entre as reivindicações apresentadas pelos atingidos está a criação de uma política nacional adequada de reparação das perdas e prejuízos da população atingida, a luta contra a construção de Belo Monte e pela renovação das concessões do setor elétrico, que venceram nos próximos anos. O MAB cobra a realização de uma reunião com o governo federal e os presidentes das empresas estatais de energia (como Furnas, Eletronorte, Chesf) para tratar a pauta de reivindicações. Para Océlio Muniz, coordenador estadual do MAB, “a inexistência de uma política nacional que garanta os direitos mínimos as famílias atingidas concede total liberdade para que as empresas construtoras adotem uma ação autoritária, preconceituosa e injusta com as famílias, sendo que sequer os direitos humanos são respeitados”. Fonte: http://www.mabnacional.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.