quarta-feira, 21 de março de 2012

Animais de estimação abandonados por causa da Usina do Madeira

Cachorros abandonados a beira do Madeira, depois que os donos foram despejados. Foto: Diário da Amazônia.
Até cachorros e gatos, animais de estimação dos moradores retirados as pressas do Bairro Triângulo, em Porto Velho, sofrem com as usinas hidrelétricas do Madeira. A reportagem é capa de hoje do jornal de Porto Velho, Diário da Amazônia. Quando as primeiras turbinas da usina queimaram e abriram as comportas da Hidrelétrica de Santo Antônio, os barrancos que sustentavam as casas ba beira do rio começaram  a desabar, ameaçando até os trilhos da centenária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. A empresa Santo Antônio Energia foi obrigada a alojar em hoteis os moradores em situação de risco. Só que os animais de estimação, cachorros e gatos, tiveram que ficar por lá mesmo, mais ou menos abandonados. Em março termina o prazo apresentado pela empresa para a UHE começar a produzir energia, enquanto o transporte de pesados equipamentos pela BR-364 está contribuindo a acabar com o asfalto da principal via de comnicação de Rondônia e Acre com o resto do Brasil, provocando mortes e feridos em innúmeros accidentes, além de prejuizos e protestos de toda a população do estado.

Um comentário:

Agradecemos suas opiniões e informações.