quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Impunidade provocou nova morte no Sul do Amazonas

  Pouco depois de ter saído da cadéia o suspeito da morte de Adelino Ramos, Ozias Vicente, solto pela justiça o dia 09 de dezembro de 2011, a impunidade dos crimes do campo já provocaram nova vítima na Ponta de Abuná. Na região no dia 21 de dezembro de 2011 foi assassinado um pequeno agricultor conhecido apenas como "Mineiro" nas proximidades do Seringal João Bento, Linha 02 no Sul de Amazonas, município de Lábrea, perto da Vista Alegre do Abuná, Rondônia. A morte aconteceu por problemas de terras. Na localidade houve uma ocupação de terras da qual participava o Mineiro. Várias casas foram queimadas e disparos e ameaças aconteceram poucos dias antes da morte. O finado morreu com um tiro na boca e golpes de facão. Atendeu a ocurrência a polícia de Vista Alegre do Abuná.

Pouco antes o Exército tinha saído da região, onde realizava intesa fiscalização na BR-364. Além da morte de Adelino Ramos, na região já morreram tempo atrás Genus, liderança de sem terra, Iram, que tomava conta área de fazendas na região, um tal de Batom, que queimaram para não ser reeconhecido, em 2010. Em 2008 também morreu assassinado com tiro na cabeça Seu Francisco presidente de Associação do Seringal João Bento. De nenhum destes assassinatos foi preso o homicida.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.