sábado, 21 de janeiro de 2012

Aterrorizam os assentados do Curuqueté (Lábrea, Amazonas)

PAF Curuqueté, Lábrea. foto a crítica
Segundo informações locais de Vista Alegre do Abuná (Porto Velho, RO), depois da morte de Ozias Vicente passado 15 de janeiro (o suposto assassino de Adelino Ramos), os irmãos dele estariam ameaçando agora a todas as famílias dum assentamento. Enquanto a polícia atribui a morte a queima de arquivo, os irmãos do matador achariam que o motivo seria vingança e teriam declarado que "iam descontar nas famílias do PAF".
Segundo as mesmas fontes, já en dezembro o próprio Ozias Vicente mais um irmão dele, Luiz Machado, tinham ameaçado as novas lideranças do PAF Curuqueté, (Labrea AM), perto de Vista Alegre do Abuná. Deste projeto de assentamento florestal era presidente Adelino Ramos, o Dinho, assessinado em 27 de maio de 2011.
Se não intervir as audtoridades, a escalada de violência continua, e o temor da família de Ozias revidar a morte dele pode provocando a saída de mais famílias do local, Em 08 de junho, depois que Ozias foi preso, mais quatro suspeitos foram presos, entre eles Jobe Vicente, enquanto outro irmão, chamado Luiz Machado conseguiu fugir.
Os fatos estão sendo denunciados à Ouvidoria Agrária Nacional, à Secretaria de Segurança do Estado em Porto Velho e à Secretaria de Direitos HUmanos da Presidência da República.
O assentamento florestal do Curuquete foi aprovado pouco depois da morte de Adelino Ramos. O local é cobiçado por conter uma extensa reserva de madeira nobre. Complica a intervenção das autoridades o fato de estar localizado no estado de Amazonas, porém por acesso somente pela BR364, no distrito de Vista Alegre de Abuná, distrito de Porto velho, Rondônia, próximo ao estado do Acre. 
A instalação dum posto avançado de policiamento do Amazonas no local já foi solicitado pelos moradores faz tempo. (Actualizado 23/1/12)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.