segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Antes de terminar o ano, Juiz Federal mandou de novo despejar

Algumas das famílias do Acampamento Paulo Freire 3, em Seringueiras.
Preocupados, mais de setenta moradores se reuniram na capela da igreja católica do acampamento Paulo Freire3, em Seringueiras, o passado dia 07 de Janeiro de 2012.  Inconformados eles ficaram sabendo que a 5a Vara Federal antes de encerrar o ano de 2011 insistiu em despejar as 80 famílias moradores do Acampamento Paulo Freire 3, de Seringueiras. Eles estão dois anos ocupando a terra, uma vez que o INCRA iniciou processo de retomada da fazenda sendo Terras da União. O fazendeiro Sebastião de Peder, conhecido como Interboi, que já teria recebido outras fazendas, teria grilado a área de forma irregular e o INCRA não aceitou a regularização fundiária da mesma, tendo iniciado em 2008 a retomada administrativa da posse, com pedido judicial.

Sem esperar o resultado do recurso de agravo de instrumento apresentado pela assessoria jurídica da CPT RO ao desembargador federal, o juiz federal considerou que "a decisão judicial, que determinou a reintegração de posse está em pleno vigor" e pediu o cumprimento. Os posseiros sequer tinham sido intimados para se defender. A apresentação do recurso já tinha motivado a suspensão da ordem de despejo no Fórum de São Miguel do Guaporé.
Com apóio do sindicato dos Pequenos Trabalhadores Rurais e da CPT RO, os posseiros estão dispostos a resistir unidos e defender a legítima ocupação de terras da união, que em vistoria o próprio INCRA considerou aptas para reforma agrária. Onde antes tinha somente capim, hoje estã sendo produzido milho, verduras, leite, galinhas, ovos e abastecendo a vizinha população de Seringueiras, e possibilitando a sobrevivência de todos eles.

Um comentário:

  1. ola sem terra parabens pelo trabalho que realiza em seringueiras produzindo alimentos de boa qualidade, onde antes erra capim agora é roça assim que gostamos.....

    ResponderExcluir

Agradecemos suas opiniões e informações.