terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Assentados se protegem do fogo das fazendas vizinhas.

Assentados do Flor da Amazõnia realizaram um acero para proteger a floresta e os seus roçados. O acero tem 2.800 m. de cumprimento e 650 m. de largura. O objetivo é se proteger do fogo que na época seca chega dos pastos das fazendas vizinhas. Todo ano o fogo chega pelo pasto em chamas, atingindo a reserva florestal dos assentados e os roçados, impedindo de manter culturas permanentes. O fogo já queimou mandioca, pomares e quase já acabou com a toda a mata. "Já deu até vontade de chorar. O fogo ninguém consegue segurar". Testemunha um dos assentados que sofreu o prejuiço.

Um fazendeiro chamado Sinval foi denunciado este ano por queima (denúncia de n. 0914 no disque denúncia da SEDAM) este ano na época seca. O objeto do fogo era fazer brota nova do pasto, porém o fogo degrada o solo e não teria necessidade dele. O fogo também é utilizado para prejudicar os pequenos agricultores vizinhos e acabar com as reservas florestais. O acero, protege o resto da floresta existente e  também servirá de carregador para o passo dos assentados. Estamos tentando publicar o vídeo que mostra a iniciativa.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.