sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Barracos Queimados – Morro Vermelho



Ontem, dia 08 de setembro ao retornar para visitar as famílias do Morro vermelho, no jaci paraná (Porto Velho, Rondônia) nos deparamos com um quadro desolador. Todos os “barracos” das famílias foram queimados, restou a penas duas casa de madeira onde servem de moradia aos “piões” , até mesmo as árvores que serviam de sombras ás famílias e para realizar as reuniões e assembléias foram queimadas. O senhor Vanderley Araújo se encontrava ali com um grupo de mais ou menos dez homens destes dez oito apresentavam características de pistoleiros. Tentamos registrar os “barracos” queimados, no entanto os mesmos não nos permitiram.
Desde que tomou conhecimento do conflito agrário vivido pelas 97 famílias que luta por um pedaço de terra na fazenda Morro Vermelho, a CPT esteve acompanhando através de vistas in-loco e da assessoria jurídica.
A fazenda mencionada acima pertence à União, no entanto, estariam griladas por João do Vale. Como este tinha uma divida, a Fazenda Morro Vermelho foi adquirida pela família de Valter Araújo,  por uma ação do juizado do Trabalho para amortecimento de dividas trabalhista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.