sexta-feira, 17 de junho de 2011

Bispos contra a violência na Amazônia e o Código Florestal

Em notas públicas, o Conselho Permanente  da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) têm divulgado notas públicas  contra a redação atual do Código Florestal, e contra a violência na Amazônia.Sobre a violência na Amazônia, a CNBB "denuncia os inúmeros casos de violência e mortes ocorridos no norte do País, atingindo os pequenos agricultores, povos originários da floresta e quilombolas", preocupados especialmente pelo fato de que as ameaças eram conhecidas das autoridades,  e pedem medidas de segurança no campo. 
E continuam "Não podemos permitir que prevaleça a lei do mais forte, pois significa a compactuação com as graves injustiças geradas especialmente pela extração ilegal de madeira e pela ocupação ilegal do solo" e terminam cobrando "A urgência de um projeto de reforma agrária e de uma política agrícola que respeite as diversidades regionais e os biomas.".

 Na nota sobre a redação atual do Código Florestal a CNBB afirma:"A flexibilização da legislação ambiental, (...) é prova contundente de que o País poderá se colocar na contramão deste importante debate mundial", e convocam as comunidades católicas a aprefeiçõar o Código Florestal e se mobilizar contra a devastação. E terminam: "Somos chamados a cuidar da natureza, a nossa casa comum, num processo de desenvolvimento sustentável, para que a terra e tudo o que dela provém sirvam para que todos tenham vida e vida em abundância (cf. Jo 10,10).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.