terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Despejo de 89 famílias de posseiros em Chupinguaia, Rondônia


Apesar dos esforços da defesa jurídica da Comissão Patoral da Terra e do sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vilhena (Fetagro), 89 famílias de posseiros do Acampamento Barro Branco, dentro do município de Chupinguaia, no sul do estado de Rondônia, foram despejadas das terras que tinham ocupado fazia mais de 8 anos, e onde tinham construído casas e roças que lhes davam sustento. Hoje estão acampadas na beira da estrada passando necessidade e negociando junto ao INCRA ajuda de cestas básicas para sobreviver. Em agosto passado a CPT Rondônia já denunciou que os acampados e lideranças da Fetagro estavam sofrendo constantes ameaças por parte de jagunços armados e dum dos pretensos proprietários, Ilario Bodanese, proprietário de postos de combustíveis em Vilhena e em Candéias do Jamari, e que na época era Secretário Regional, cargo de confiança do exgovernador e atual senador Ivo Cassol em Rondônia.








Moradias destruídas pelo despejo

A sede da Associação antes de ser destruída

Os posseiros tinham roça e fartura de alimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.