segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

ASSEMBLEIA POPULAR

MAB e moradores de bairros de Porto Velho realizam Assembléia Popular


As assembléias serão para reivindicar a diminuição no preço da energia e a retirada dos “olhões”,os medidores eletrônicos de energia

No próximo dia 26 de fevereiro, o Movimento dos Atingidos por Barragens e moradores de bairros realizou, em Rondônia, a 1ª Assembléia Popular dos Atingidos pela Ceron, a distribuidora de energia do estado. A Assembléia aconteceu na Escola Municipal “Sementes do Araçá”, no bairro São Sebastião I, em Porto Velho.


A retomada da proposta da Assembleia Popular no município de Porto Velho surge após a Comissão de Moradores do Bairro Costa e Silva convidar o MAB para uma reunião, realizada em 21/01/2011. Nesta ocasião, os moradores relataram as diversas ações já realizadas – há mais de cinco anos – contra a implantação e conseqüências de um projeto piloto da empresa CERON/Eletrobrás, que substitui medidores eletromecânicos por medidores eletrônicos de energia nas residências do bairro, os chamados “olhões”.

Eles afirmam que depois da implantação deste novo modelo de medidores de energia, os custos com a tarifa aumentaram muito para as famílias, que estão tendo que cortar gastos em alimentação, por exemplo, para conseguir pagar a conta da luz.

O que é a Assembleia Popular?

A Assembleia Popular já possui uma longa e rica trajetória histórica, com um conjunto diversificado de iniciativas espalhadas em todas as regiões do país. Sua natureza constitui-se, sobretudo, num espaço de exercício do poder popular, que se desafia à construção de um novo modelo de sociedade.

“A Assembleia Popular renasce no seio do povo, clamando por seus direitos. Através de uma série de encontros realizados nos bairros Costa e Silva, São Sebastião I e II, sua edificação fortaleceu idéia da necessidade de somar e unificar forças sociais no interior dos bairros, através da organização e participação direta de cada família e morador, manifestando-se como sujeito de sua própria história, na busca da superação de seus problemas”, afirmou um dos integrantes do MAB.

A mobilização e o trabalho de base serão intensificados nestes próximos dias. Cartazes, panfletos, rádios, carro de som, reuniões, visitas às casas serão meios de propagandear a Assembleia Popular. “É neste contexto, que convidamos todas e todos para este importante momento de reiniciar a caminhada e o debate em torno de um Projeto Popular para o Brasil”, assim os organizadores convidam a população em geral para participar.

Ocelio Muniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.