sábado, 24 de abril de 2010

MPF de Rondônia recebe reivindicações dos indígenas


23/04/2010 - 06h55min

MPF recebe documentos com reivindicações e assegura apoio aos povos indígenas
Os índios relatam que lugares sagrados e cemitérios foram destruídos e a contaminação dos rios por agrotóxicos e lixo estão prejudicando a pesca.

Porto Velho (RO) – Três documentos com reivindicações dos povos indígenas foram entregues na manhã de hoje (22 de abril) ao procurador-chefe do Ministério Público Federal (MPF) em Rondônia, Reginaldo Trindade. A entrega ocorreu depois de uma manifestação em frente ao MPF, em que estavam presentes representantes dos povos Canoé, Puruborá, Wajuru, Cinta Larga, Djeromitxi, Aruá, Makurap, Cujubim, Kampé, Tupari, Kassupá, Sabanê, Tawandê, Mamaindê, Karitiana, Kithaulu, Arara, Gavião, entre outros. O Movimentos dos Atingidos por Barragens (MAB) também participou do ato realizado pelos indígenas.

O procurador-chefe Reginaldo Trindade recebeu uma comissão de manifestantes e explicou como são feitos os procedimentos relacionados às causas indígenas. “Temos interesse em atuar em parceria com os órgãos que defendem os índios. O que for bom para os indígenas, o MPF vai apoiar”, afirmou.

Eva Canoé, presidente da Coordenação União das Nações dos Povos Indígenas de Rondônia, Noroeste de Mato Grosso e Sul do Amazonas (Cunpir), ressaltou a importância dos trabalhos realizados pelo MPF e solicitou ao procurador agilidade em alguns casos. “Sabemos que o Ministério atua em favor das causas indígenas, mas pontuamos nessa documentação algumas necessidades que temos de imediato”, disse.

Entre as reivindicações estão temas como o uso e a prática tradicional nos rios, além de prejuízos sociais e ambientais. Os índios relatam que lugares sagrados e cemitérios foram destruídos e a contaminação dos rios por agrotóxicos e lixo estão prejudicando a pesca.

Com relação à saúde, os indígenas documentaram a precariedade no atendimento, falta de construção de postos médicos em terras indígenas, além da falta de equipe médica, medicamentos, equipamentos e transportes terrestres e fluviais para o atendimento de emergência.

Fonte: MPF/RO (www.prro.mpf.gov.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.