domingo, 3 de agosto de 2014

Formação sobre agroecologia em São Francisco do Guaporé

Animação do artista e agricultor Zé Pinto. foto leia ossak
No dia 26 de julho de 2014 a Comissão Pastoral da Terra (CPT), em parceira com a Escola Família Agrícola Vale do Guaporé- RO realizou um evento onde se encerrou o Projeto Natureza Viva do Vale do Guaporé, que incentivou o trabalho sem veneno e em harmonia com o meio ambiente nos municípios de São Miguel do Guaporé, Seringueiras, São Francisco do Guaporé e Costa Marques.

Na Escola Família Agrícola (EFAVALE) de São Francisco se encontraram um grupo de famílias que participaram do projeto da CPT RO nos últimos anos. Após uma mística e animação inicial, com apresentação das pessoas presentes,  às famílias que vieram e os educandos da EFA, receberam as boas vindas de Aurora Lunas, presidente da associação da Escola (AEFAVAG).


Palestra sobre os agrotóxicos e a saúde de João da Cruz,
servidor da CEPLAC, foto leia ossak
O servidores da CEPLAC Dr. João da Cruz e Francisco Antônio Neto, deram inicio a uma palestra sobre agroecologia e saúde humana, falando da importância das consequências dos agrotóxicos, que estão presentes de mais nas mesas dos serem humanos.  Também falou de como podemos perceber que isto vem causando muitas doenças ao corpo humano e a todos, que estamos consumindo alimentos tratados com veneno em quantidade mais elevada. 

Produtos sem veneno expostos no evento. foto leia ossak
Após o almoço houve o sorteio duma rifa feita pela EFA- VALE e na parte da tarde deu início aos questionamentos do público presente, onde cada um teve a sua oportunidade de debater sobre o assunto abordado com relação à saúde humana e p uso de agrotóxicos. 

Mais tarde houve uma fala com José Pinto e José Ossak, membros da Equipe de Coordenação da Comissão Pastoral da Terra em Rondônia (CPT RO) sobre o Projeto Natureza Viva que seria o encerramento, e repassando alguns prêmios que será investido nos projetos dos educandos do colégio agrícola mesmo. 

Sorteio de prêmios ajuda financiar despesas da EFA. foto leia ossak

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.