sexta-feira, 11 de julho de 2014

Camponeses da LCP ocupam a prefeitura de Ariquemes,.

Camponeses da Liga ocuparam a prefeitura de Ariquemes. foto Lenir
Cansados das diversas promessas de arrumar as estradas (panfleto em anexo), os camponeses da Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia - LPC, na manhã de hoje (10/07), ocuparam o prédio da Prefeitura Municipal de Ariquemes/RO, em mais uma tentativa de dialogar com o prefeito e assim conseguir negociar o conserto dasestradas de acesso aos Acampamentos Raio de Sol, Canãa e Renato Nathan 2.
O Assessor do Prefeito: Coronel Levi, sem ouvir as reivindicações dos camponeses, de forma arbitrária e grosseira, convocou a Tropa de Choque da PM, que de forma truculenta, expulsaram os camponeses das dependências internas do prédio municipal sem sequer ouvir as reivindicações dos camponeses. O prefeito não apareceu para dar explicações.
Ocorre que o maquinário utilizado para realização e conserto das estradas estava dentro da área e após terem terminado o conserto e abertura das estradas nas fazendas dos latifundiários, foram retirados do local, sem realizar a devida reparação nas estradas dos acampamentos. As mesmas máquinas que deveriam servir para beneficiar as famílias camponesas foram utilizadas para serviços particulares nas fazendas das regiões.
A situação das estradas dos acampamentos é a pior possível, sendo que nem o ônibus escolar consegue transitar no local, em épocas de chuva, quando o escolar consegue fazer todo o trajeto, de aproximadamente 45 quilômetros, gasta-se em torno de 03 horas - normalmente, os alunos têm que terminar o trajeto à pé. Em torno de 80 crianças dos acampamentos estão sem aulas em virtude da falta de segurança das estradas para transitar os ônibus escolares.
Com todo esse caso na educação e na estrada, com promessas não cumpridas, o Prefeito se recusou a receber os camponeses, expulsando-os violentamente de um espaço público. Os camponeses, do lado de fora da prefeitura, esperam a audiência com o Prefeito e que este resolva a situação das estradas, pois, do contrário as crianças irão perder o ano letivo.
Revela-se claramente o interesse do município em não dialogar com o povo e servir somente ao Capital. A reivindicação dos camponeses é justa e necessária, pois, com a melhoria da estrada, melhoria o acesso a escola e o escoamento da produção, permitindo assim a manutenção das famílias camponesas no campo com vida digna. 
(Lenir Correia Coelho - Assessora Jurídica da CPT/RO)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.